1987-1988

Fernanda Fedrizzi

2021

Na série 1987-1988 revisito algumas das fotografias de família produzidas durante o período de 1987 e 1988, traçando uma breve história da minha vida enquanto filha única. Uma utopia, um talvez desejo de realidade. Algo que nunca foi nítido, que se apresenta com ruídos, sem cor,  pois não há uma memória de infância sequer em que meu irmão esteja presente de alguma forma. Este trabalho foi realizado como parte da oficina/exposição/curadoria “imagem sensível de memórias possíveis”, do artista Gabriel Bicho.

1987-1988

2021 - Porto Alegre/RS

Intervenção digital em fotografia analógica

Dimensões: 90x60cm